Nihl

Nihl

É o planeta da aventura. O ano possui 435 dias de 34 horas com 4 estações bem definidas. O ano mais longo explicita que ela é levemente mais distante em comparação a terra, mas a sua temperatura ainda é amena devido a existência da lua Shiane. O mundo de Nihl possui no total três luas: Shiane, Galen e Myrh.

Shiane, a lua vermelha é geologicamente bem ativa (o que lhe dá sua coloração avermelhada). A maior de todas.
Galen, a lua quebrada. Ninguém sabe o que a mantém unida. Alguns falam em magia, outros em tecnologia, outros ainda falam na vontade dos Deuses.
Myrh, a lua amaldiçoada. A mais distante de todas é uma lua roxa e incrivelmente veloz. Ela é considerada amaldiçoada devido ao dia de sua aparição, o dia do Manaclisma. Aparecendo no céu de Nihl apenas 7 dias no ano. Esses dias são chamados de Dias de Ahriman (O Deus do Mal), um dia de terror e medo para todos Nihilianos.

Os nomes de Shiane e Galen são de um livro que fala sobre dois amantes, onde Galen, o protagonista, tem o seu coração despedaçado por Shiane. O intuito de Shiane foi deixá-lo vivo, pois o seu Noivo ameaçou Galen de vida. Galen, com o coração despedaçado, se mata com um adaga no coração. Ao sabe da morte de seu amado, Shiane se mata pulando de um precipício.
O nome de Myrh é hoje um mistério. Alguns acreditam, com base em teorias linguísticas, de que o nome é Draconiano em origem. No entanto, este nome foi popularizado por quem seria o futuro primeiro Rei de Marduk; Lasshec, O Grande ou Lasshec, O Conquistador.

Reinos de Importância

Nihl possui vários reinos e dentre eles, dois são considerados os polos do mundo moderno. Marduk é a primeira e mais poderosa nação da humanidade. E o dia de sua fundação é o ponto de partida do calendário atual. A outra é Etruria, a galinha dos ovos de ouros nos últimos 100 anos. A competição entre as duas para ser a maior nação do planeta está gerando uma corrida armamentícia digna da época do Império de Marduk. A aventura, por sua vez, se concentra no Reino de Etruria, ou como os Etrurianos a chamam: O Império Etruriano.

Marduk
Lasshec, O Grande foi um salvador de muitas pessoas no êxodo do antigo continente devido Manaclisma. Com o tempo ganhou tanto respeito de seu povo que foi declarado Rei dos Humanos. Logo após essa declaração, fundou Marduk e começou a tentar unificar os humanos sobre uma bandeira.
O plano de Lasshec para união da raça humana foi levada a uma conquista de vários grupos humanóides de forma que gerou o Grande Império de Marduk e seu rei Lasshec V foi coroado Imperador de grande parte do mundo conhecido da época (904 a.M).

No entanto, o Império não durou muito tempo. As eternas conquistas estavam predando muito o homem comum que só queria ser deixado em paz, mas nunca o era devido a eterna guerra de conquista. A desilusão foi crescendo e se tornou uma revolta. Nessa revolta (925 a.M.), uma província ganhou grande destaque de líder contra Marduk, Angoimore sob a égide de seu carismático líder, Zariche. Angoimore se usou de sua posição próxima e fez ataques fulminantes a Marduk, matando o Imperador Mernev III e forçando um tratado de paz com o seu filho-herdeiro Malak II (na época com 8 anos). Esse tratado acabou com Império Marduk, liberando todas as províncias, até mesmo as aliadas de Marduk. Acabando assim a guerra, que já se arrastava a mais de 15 anos (934 a.M).

Após a guerra, o antigo território de Marduk tinha muito a reconstruir e o território de Marduk foi diminuído a um tamanho ínfimo do que já tinha conquistado. Assim Angoimore se tornou o país lider do continente de Tytalus pelos próximos 350 anos. Marduk manteve-se adormecido até o governo do chamado Red King (Lasshec X, em 1297 a.M.), em que rearmou o país (de forma contrário ao acordo) e tomou a província de Vuillard que lhe englobava. Angoimore liderada por Zariche (todos os reis de Angoimore se chamam Zariche) respondeu, mas a força que ele trouxe não era páreo para o novo grupo de elite do Rei, chamados de Dread Knights. Ele destrui Angoimore e salgou a terra para que nada nunca mais crescesse. O continente estava assustado com a ideia de que Marduk, a phoenix estivesse ressurgindo, mas o impensável aconteceu, o Red King não continuou nenhum avanço de conquista, simplesmente reafirmou o seu poder de liderança do continente, se autodenominou Imperador novamente e deixou as outras províncias em paz (1314 a.M.). Não avançando no que provavelmente seria uma guerra sangrenta, mas vitoriosa.

A posição de Marduk como potência do continente de Tytalus e do mundo não foi discutida e a uma paz muito tênue (com poucas excessões) até 1535 a.M. quando uma situação entre o Reino de Nimrud e Brannes gerou uma guerra quase total. Nessa guerra Marduk foi auxiliar seu aliado Nimrud, o que gerou um efeito em cadeia de alianças que colocou quase todas as províncias em guerra com 1 vizinho.

No meio desta guerra, o Red Emperor Vladimir I e seu filho Mordenthal se desentenderam sobre os motivos da guerra. O Príncipe-herdeiro Mordenthal fugiu e tomou Caerdydd, uma ruína fonte de grande parte de Oricalcum de Tytalus (1585 a.M.) esfriando um pouco os ânimos da guerra, mas ainda sem diálogos de ambas as partes.

Methosian Lands
Conhecida como a terra dos bárbaros e dos Tigrans. É a região mais acessível do Oeste de Etruria. Famosa pelos seus highlands e conflitos internos.

Não existe um governo organizado dos chamados bárbaros. Sua organização é feita por clãs familiares governados pelos guerreiros mais aptos.

Os Tigrans possuem uma coesão um pouco maior, mas também são conhecidos por serem bastante individualizados. Existe um conselho de Elders que governam todas as atitudes Tigrans, no entanto, o poder de fato em questões entre eles é definido pelo o que eles chamam de Justicar, que possui grande poder de decisão. O conselho de elders montou uma embaixada Tigran (30 anos) na Cidade Imperial e mantém um influxo de produtos da região, assim como o controle das caravanas que passam por seus territórios. Esses territórios é uma questão que está aberta a debate na Methosian Lands, a luta por controle de certas regiões com os bárbaros é uma situação constante.

Nihl

Nihl Steampunk Vinceres